Cooperativismo comemora Dia Mundial do Leite

Ao nascemos, o leite é a nossa principal fonte de nutrição e ao crescemos, a bebida continua sendo consumida em nosso dia a dia. Puro, com café, achocolatado, batido com frutas, quente ou gelado, o leite pode ser consumido a qualquer hora e contribui para uma alimentação saudável e equilibrada. A bebida ainda está presente e é fundamental nas mais variadas receitas doces e salgadas. Sem contar que produtos oriundos dele como queijos, iogurte ou requeijão fazem parte da rotina alimentar das pessoas em todo o mundo.

A importância da bebida é reconhecida de tal forma que, em 2001, a Organização das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação (FAO/ONU) instituiu o dia 1º de junho como Dia Mundial do Leite. A data tem por objetivo alertar a população sobre a importância dos lácteos para uma alimentação saudável e equilibrada, incentivar o consumo e promover debates dos principais temas de interesse do setor leiteiro.

Além do Dia Mundial do Leite, o Calendário de Datas Comemorativas também conta com o Dia Internacional do Leite, comemorado no dia 24 de junho. A data também celebra a importância desse alimento rico em proteínas, carboidratos, gorduras, sais minerais e vitaminas.

O Brasil é o quarto maior produtor de leite do mundo, o que colabora de forma significativa para que todos possam desfrutar da bebida. As cooperativas do ramo representam 40% da produção nacional e estão distribuídas em todas o país, sendo a maior concentração nas regiões Sul e Sudeste (75%), segundo dados do último Censo das Cooperativas do Leite. O índice demonstra a relevância do cooperativismo para o desenvolvimento da cadeia produtiva do leite, da agricultura familiar e para a inclusão social.

Outro dado importante, é que de acordo com o último ranking da Associação Brasileira dos Produtores de Leite (Abraleite), seis cooperativas estão entre os 13 maiores laticínios do Brasil. Destaque para Unium (Intercooperação das Cooperativas Frísia, Castrolanda e Capal), Aurora e CCGL (Cooperativa Central Gaúcha Ltda) que estão entre os seis maiores.

Curiosidades:

  • Segundo historiadores, o consumo de leite de origem animal teve início no Oriente Médio. O primeiro animal domesticado foi a vaca, e em seguida a cabra, aproximadamente na mesma época, e finalmente a ovelha, entre 9000 e 8000 a.C. No Brasil, a origem do leite para consumo está relacionada à exploração do gado durante o período colonial.
  • De acordo com nutricionistas, o leite traz benefícios para os ossos e os dentes por conter nutrientes como o cálcio, o ferro, o magnésio, o fósforo e a vitamina D.
  • Já a medicina esclarece que o cálcio presente no leite é essencial para o fortalecimento do esqueleto humano desde sua formação (infância) até a remodelação de tecido ósseos, que ocorre na fase adulta.

Fonte: Somos Cooperativismo 

Bruno Oliveira

Bruno Oliveira

Analista de Comunicação do Sistema OCB/RJ. Formado em Comunicação Social, com habilitação em Jornalismo. Pós-graduado em Jornalismo Esportivo e Negócios do Esporte, MBA em Marketing e Comunicação Empresarial e em Comunicação e Marketing em Mídias Digitais.