Passeio ciclístico da Cooperar chama a atenção de moradores e turistas em Angra dos Reis

Mais de 400 pessoas entre alunos, pais, responsáveis, cooperados e colaboradores participaram no dia 20 de outubro, em Angra dos Reis, da 5ª edição da Coopedalar, passeio ciclístico promovido pela Cooperativa dos Profissionais de Educação do município (Cooperar).

Veja as fotos.

O evento também arrecadou cerca de 550 quilos de alimentos não-perecíveis, que serão doados à Paróquia Nossa Senhora da Conceição, localizada no Centro da cidade que diariamente cuida da alimentação de moradores de rua.

O Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo no Estado do Rio de Janeiro (Sescoop/RJ) foi um dos apoiadores da iniciativa – que praticamente parou o Centro de Angra dos Reis e chamou a atenção de angrenses, moradores de cidades próximas e turistas que esperavam pela barca para a Ilha Grande –  e teve o propósito de divulgar o cooperativismo na região da Costa Verde, além de estimular o uso da bicicleta como alternativa de transporte urbano no município, prover hábitos saudáveis e um novo estilo de vida.

[

De acordo com o presidente da Cooperar, Rodrigo Araújo, o resultado foi alcançado. “Muito mais do que divulgar as ações que vêm sendo feitas pela cooperativa, conseguimos mostrar os valores cooperativistas, como a solidariedade, a ajuda mútua e o interesse pela comunidade, que fazem parte de nosso Projeto Político-Pedagógico. Em eventos como a Coopedalar, muitas pessoas vêm até a gente perguntar como funcionamos, o que é uma cooperativa e como se faz para o filho estudar conosco”, disse o dirigente, acrescentando que, atualmente, a unidade escolar possui uma lista de espera.

Corroborando com a fala do presidente da cooperativa, a dona-de-casa Andréa Matos, 29 anos, demonstrou entusiasmo com a atividade. “Fiquei surpresa ao ver a grande quantidade de pessoas passando de bicicleta. Muito interessante saber que um colégio –que passa conceitos tão importantes nos dias atuais, como o amor ao próximo e a solidariedade – promove ações como essa. Quem não gostaria de ter um filho matriculado nela? Eu com certeza me interessei em saber como é a escola”, disse.

O turista Luciano Mendes, 32 anos, morador de São Caetano do Sul, em São Paulo, e que estava à espera de uma barca para a Ilha Grande, também elogiou a ação. “Uma iniciativa muito bacana e envolvente. Sou associado de cooperativa em minha cidade e tanto a minha quanto outras promovem atividades na cidade. As instituições cooperativistas precisam, de fato, mostrarem sua força na sociedade.  Parabenizo a cooperativa”, falou.

E é assim, com ações envolventes, que despertam o interesse do público pelas cooperativas, que o cooperativismo vem transformando a vida de cidadãos de diversas cidades, inclusive as fluminenses.

Reportagem: Richard Hollanda – Comunicação Sistema OCB/RJ

 

Richard Hollanda

Richard Hollanda

Analista de Comunicação e Tecnologia do Sistema OCB/RJ. Graduado em Jornalismo pela Universidade Veiga de Almeida (UVA) e pós-graduado em Administração em Marketing e Comunicação Empresarial pela UVA.