Workshop apresenta PDGC como ferramenta para gestão das cooperativas

Cerca de 20 dirigentes e gestores de cooperativas e centrais da Região Metropolitana participaram no dia 13 de novembro do 3º Workshop Regional do Programa de Desenvolvimento da Gestão Cooperativista (PDGC).

Veja as fotos.

O evento, promovido pelo Sistema OCB/RJ em seu auditório, no Centro do Rio de Janeiro, objetivou apresentar a ferramenta como instrumento para a adoção de boas práticas de gestão e de governança pelas instituições cooperativistas e promover a integração e a intercooperação.

As duas primeiras edições ocorreram em Campo dos Goytacazes (Região Norte/Noroeste) e Nova Friburgo (Região Serrana). As cidades de Volta Redonda, no Centro/Sul Fluminense, dia 26/11, e Rio das Ostras, na Região dos Lagos, em 6/12, sediarão os próximos encontros.

O presidente do Sistema OCB-RJ/Sescoop-RJ, Vinicius Mesquita, fez a abertura do evento. Segundo ele, o PDGC é o instrumento ideal para as cooperativas se prepararem para um novo mercado.

“ O programa permite um diagnóstico objetivo da gestão, gerando relatórios com pontos fortes e oportunidades de melhoria a serem utilizadas na elaboração do planejamento estratégico e dos planos de ação da cooperativa. E esse será o foco do nosso trabalho, promover um ambiente favorável para que as cooperativas se destaquem em seus mercados de atuação”, explicou o presidente.

Em seguida, o neuropedadogo Celso Moutinho ministrou a palestra “Motivação: Cooperativas e Gestão”, e abordou quatro aspectos fundamentais de um líder (Administração do tempo, Construir Confiança, Delegar e Motivar) e a importância das pessoas no processo de gerenciamento de uma instituição.

“Motivar é ter motivo para agir, é fazer as demais pessoas acreditarem em seu propósito, no que você pensa, em prol do bem comum. Esse ideal, somado à habilidade de controlar o tempo gasto com atividades específicas, especialmente para aumentar a efetividade, eficiência e produtividade da equipe; à relação de respeito e credibilidade com os cooperados; e a delegar tarefas tem relação muito próxima com a doutrina cooperativista, que valoriza o grupo, que fidelizado, contribui para uma gestão de qualidade dentro das cooperativas”, destacou Celso Moutinho , também conselheiro do Sicredi Vanguarda.

No painel “Desenvolvendo a Gestão e a Governança das Cooperativas por meio do PDGC”, o coordenador interino de monitoramento do Sescoop-RJ, Thiago Sartori, e os analistas do setor, Jorge Pecly e Willian Azevedo, explicaram os quatro tópicos fundamentais do Programa ( o modelo de excelência de gestão, os benefícios da autoavaliação, a análise dos resultados e os planos de melhoria), além dos oito processos de gestão (Liderança, Estratégias e Planos, Clientes, Sociedades, Informações e Conhecimento, Pessoas, Processos e Resultados).

A equipe também apresentou em números o aumento da adesão das cooperativas fluminenses ao PDGC, que passou de 64 em 2017 para 117, em 2018, e citou a Cooperativa Educacional Pró-Uni, de Campos dos Goytacazes, como exemplo de sucesso, já que após um período de dificuldade no mercado, conquistou em 2017 a categoria bronze no Prêmio Sescoop Excelência de Gestão, sendo a única do ramo em todo o país a atingir tal feito naquele ano.

Ainda na programação, foram demonstrados os cenários do cooperativismo no mundo, no Brasil e no Rio de Janeiro e o quanto o segmento impacta economicamente nos locais onde atua.

Cooperativas participantes

Estiveram representadas as cooperativas Taxi Grafitti, Coobanrio, Coopnortetáxi, Comunicoop, Casa Real, Sicoob Coopjustiça, Uniodonto Duque de Caxias, Unijazz, Aroma do Café, Coopserj, Datacoop, Cooptec e a Central Unicred RJ/MT.

Reportagem: Bruno Oliveira – Comunicação do Sistema OCB/RJ

Bruno Oliveira

Bruno Oliveira

Analista de Comunicação do Sistema OCB/RJ. Formado em Comunicação Social, com habilitação em Jornalismo. Pós-graduado em Jornalismo Esportivo e Negócios do Esporte, MBA em Marketing e Comunicação Empresarial e em Comunicação e Marketing em Mídias Digitais.