Cooperativas de Agricultura Familiar trocam conhecimentos em Encontro Técnico

“O mais importante foi a troca de conhecimentos e o recebimento de informações que são imprescindíveis para os nossos cooperados”. A fala do presidente da Cooperativa Agropecuária de Sumidouro (Capsul), Landerlei Gomes, representa bem o que foi o Encontro Técnico das Cooperativas de Agricultura Familiar, realizado em 7 de fevereiro, no auditório do ponto de atendimento da Unicred Serra Mar, em Nova Friburgo.

Além de dirigentes de cooperativas, o Encontro contou com as participações de representantes da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Pesca de Guapimirim; Ceasa; Emater-Rio e da Associação de Hortifrutigranjeiros do Estado do Rio de Janeiro (APHERJ).

Ao longo do evento, o público presente debateu sobre diversos temas, como a importância de as instituições se planejarem e entenderem, por exemplo, a capacidade de entrega que uma cooperativa possui em um determinado período; projetos de capacitação de recursos – públicos ou privados, seguindo o novo marco regulatório das organizações civis, sociais e cooperativas – a intercooperação e a competitividade.

Anfitrião, o presidente da Unicred Serra Mar, Márcio Lugon, falou da honra de sediar o evento. “A Unicred Serra Mar confia e apoia as ações promovidas pelo Sistema OCB/RJ. Por meio da intercooperação podemos ir cada vez mais longe. Nosso desejo é que seja o primeiro de muitos eventos a serem realizados em nosso espaço”, comentou.

O presidente do Sistema OCB/RJ, Vinicius Mesquita, ressaltou que as cooperativas precisam estar fortes. “O foco em nossa gestão é atuar pela viabilidade econômica de nossas instituições cooperativistas. É importante que as cooperativas saibam da construção de novas parcerias, que podem originar políticas para o segmento”, comentou.

Seguindo essa linha, o superintendente estadual do Sescoop/RJ, Abdul Nasser, afirmou que o estado do Rio de Janeiro precisa de Crédito Rural para se desenvolver. “O Sistema OCB/RJ está atuando na área de fomento de parcerias, fundamentado em três bases: redução de custos, aumento de receita e intercooperação. Para isso, estamos trabalhando em projetos em que as cooperativas serão as principais beneficiadas”, falou.

Após o Encontro, o delegado sindical e representante das cooperativas de Agricultura Familiar, Lenilson Biazatti, frisou que as cooperativas precisam trabalhar com planejamento. “Por que não trabalhar em conjunto e praticando a intercooperação? Temos de ampliar o nosso mercado, mas dentro das necessidades de cada nicho. E esses encontros técnicos são fundamentais para a consolidação do segmento e a união de esforços para o crescimento das cooperativas”, disse Lenilson, adiantando que a proposta em um novo encontro é promover uma rodada de negócios.

Marco Regulatório

Ainda durante o evento, foi apresentado o Marco Regulatório das Organizações Sociais, Civis e Cooperativas. Com ele, as cooperativas passaram a ser incluídas como instituições do terceiro setor. De acordo com Lucia Guedes, responsável por projetos de captação de recursos junto a instituições privadas e públicas pela OCB/RJ, o texto estabelece o regime de parceria entre órgãos públicos e associações cooperativas, podendo ser por dispensa de licitação ou chamamento público.

“As cooperativas podem inscrever projetos e têm totais condições de participar de projetos promovidos pelo setor público ou privado. O Sistema OCB/RJ já está trabalhando nisso junto a algumas cooperativas do Estado”. 

Depoimentos

A cooperada Eneida Araújo, da Cooperativa Agrícola de Capacitação e Geração de Renda da Microbacia do Rio Vieira, elogiou o Encontro e a finalidade dele. “Achei o evento excelente, pois passamos a ter conhecimento de oportunidades que as cooperativas deixam passar e, principalmente, a necessidade de nos unirmos em prol do crescimento de todos”, falou.

A secretaria de Agricultura, Pecuária e Pesca de Guapimirim esteve representada pelo secretário Daniel Eugenio. Ele, que é um dos fundadores da Uniodonto Duque de Caxias e atual vice-presidente da cooperativa, falou que é de muito interesse o desenvolvimento do cooperativismo na cidade. “Hoje, 73% dos produtos comprados pela Prefeitura vêm da Agricultura Familiar. Isso mostra o quanto é importante o segmento para a cidade. E acredito plenamente que o cooperativismo é o modelo ideal para que os produtores se organizem e cresçam. Por isso, me fiz presente no Encontro”, finalizou.

Agenda

O próximo Encontro Técnico das Cooperativas de Agricultura Familiar tem previsão de ocorrer no mês de março, em data a ser definida.

Reportagem: Comunicação do Sistema OCB/RJ

Bruno Oliveira

Bruno Oliveira

Analista de Comunicação do Sistema OCB/RJ. Formado em Comunicação Social, com habilitação em Jornalismo. Pós-graduado em Jornalismo Esportivo e Negócios do Esporte, MBA em Marketing e Comunicação Empresarial e em Comunicação e Marketing em Mídias Digitais.