Cooperativa é guiada por relações de confiança

Ricardo Vandré, ainda criança, descobriu o quanto a timidez o atrapalhava. Entre frustrações escolares e diversos psicólogos o, hoje, ator e palestrante descobriu na atuação uma ferramenta de convivência social. Ao dividir parte de suas experiências da infância, Vandré explicou como se mostrar vulnerável é uma maneira de estabelecer uma ligação de confiança durante o primeiro dia do 14º Congresso Brasileiro de Cooperativismo (CBC), realizado entre 8 e 10 de maio, em Brasília.

Entre os conceitos compartilhados pelo palestrante durante a atividade interativa, estavam os pilares para uma construção de confiança: a voluntariedade e a vulnerabilidade. “Se mostrar vulnerável é uma maneira de se apresentar simples e igual. Dessa forma, conseguimos quebrar a individualidade presente no mundo atual”, destacou.

Conforme a evolução digital ultrapassa as telas dos smartphones e torna seres cada vez mais privados, as cooperativas andam no contrafluxo. “O cooperativismo prova que relações interpessoais podem evoluir para um modelo de negócio sustentável e estruturado. Utilizar de uma organização estabelecida na confiança entre os colaboradores é uma maneira de mostrar a face desse modelo”, explicou Ricardo.

Para a gerente de Desenvolvimento Social de Cooperativas do Sescoop, Geane Ferreira, o potencial cooperativista é baseado na boa relação entre os cooperados. “A sustentabilidade de uma cooperativa parte do princípio de uma boa relação com as pessoas que a cercam. Seja do interesse com as comunidades ou até mesmo de um bom relacionamento entre as equipes de trabalho. A partir do momento em que desenvolvemos a empatia e nos colocamos no lugar do outro, conseguimos identificar as vulnerabilidades. Será mudando a maneira de olhar e pensar que nos tornaremos ainda mais igualitários e plurais”, frisou Geane.

RESPONSABILIDADE

Os participantes têm aprovado o evento e, ainda, dizem-se mais comprometidos com o cooperativismo do futuro. “Saber da responsabilidade que temos neste congresso nos torna cientes de que somos capazes de mudar. Como cooperativista, sinto-me honrada em fazer parte desse movimento em um momento tão importante”, avalia a presidente da Coopcafa, Nadjanécia Santos, que, pela primeira vez, expõe as rapaduras e o açúcar produzido na cooperativa, em um evento de alcance nacional. Para conferir os produtos da Coopcafa e muitos outros, vindos de cooperativas de todas as partes do país, visite o estande do movimento Somoscoop, ao lado do auditório principal.

FOTOS

Clique aqui para conferir as fotos do evento

Fonte: Somos Cooperativismo / Sistema OCB

Bruno Oliveira

Bruno Oliveira

Analista de Comunicação do Sistema OCB/RJ. Formado em Comunicação Social, com habilitação em Jornalismo. Pós-graduado em Jornalismo Esportivo e Negócios do Esporte, MBA em Marketing e Comunicação Empresarial e em Comunicação e Marketing em Mídias Digitais.