Cooperativa Barra Mansa eleva eficiência operacional e gera economia de R$ 3 milhões para a cooperativa

A Cooperativa Barra Mansa, uma das principais fabricantes de leite e derivados do Rio de Janeiro, se tornou referência de desempenho operacional na indústria de alimentos e bebidas. A partir da aplicação do Tetra Pak Plant Care, serviço de manutenção e acompanhamento da operação fabril oferecido pela Tetra Pak, a empresa reduziu a ocorrência de falhas e paradas não-programadas, elevando para 92% a disponibilidade das máquinas e para 95% a eficiência das linhas de produção. Em termos financeiros, as melhorias geraram uma economia de cerca de R$ 3 milhões. 

Com o Tetra Pak Plant Care, a responsabilidade das manutenções das linhas de produção da Barra Mansa, assim como o planejamento, disponibilidade e execução dos serviços de manutenção ficam por conta da Tetra Pak. A solução é utilizada no monitoramento de cerca de 35 plantas de fabricantes de alimentos e bebidas em todo o Brasil, sendo que a operação da Cooperativa Barra Mansa está, atualmente, entre as cinco melhores na região das Américas em termos de eficiência operacional, em comparação à sua base instalada. 

“Falhas de equipamentos junto à falta de previsibilidade na produção afetavam diretamente a nossa operação. Precisávamos criar mecanismos que impedissem interrupções e que nos dessem maior controle da operação fabril”, explica Fábio Meirelles de Oliveira, gerente industrial da Cooperativa Barra Mansa. 

A partir da parceria com a Tetra Pak, foi determinado que a realização de paradas programadas para análise e manutenção dos equipamentos ocorreria em intervalos menores, de forma a aumentar a disponibilidade e a eficiência das linhas de produção. Junto a isso, um especialista da Tetra Pak, de dentro da fábrica, passou a ministrar treinamentos para as equipes técnicas da Cooperativa Barra Mansa. O profissional também era responsável por trabalhar em programas de melhorias e por acompanhar o desempenho e produtividade das máquinas. 

Em reflexo à redução na ocorrência de paradas não-programadas, a empresa  registrou queda no volume de matérias-primas e produtos descartados devido a falhas operacionais, consequentemente, também reduziu os valores despendidos com compra e frete de peças de forma emergencial. 

“Na indústria de laticínios, cada hora de equipamento parado significa a perda de volumes consideráveis de produção. Elevar a eficiência e produtividade das máquinas é fundamental para garantir a saúde financeira do produtor”, comenta Fernando Caprioli, diretor de Serviços da Tetra Pak Brasil. 

Atualmente, a Cooperativa Barra Mansa processa cerca de 160 mil litros de leite por dia, contando com linhas de processamento e envase da Tetra Pak para a produção de leite (integral, desnatado e zero lactose), bebida achocolatada e creme de leite. A empresa também produz manteiga, requeijão e doce de leite. 

Com uma atuação de ponta a ponta, a Tetra Pak oferece soluções de envase e processamento para a indústria de alimentos e bebidas. Junto à essa atuação, a empresa mantém uma área de Serviços suportando a operação fabril, oferecendo soluções para clientes operando com equipamentos fornecidos pela Tetra Pak ou com linhas de produção desenvolvidas por outros fabricantes.

Richard Hollanda

Richard Hollanda

Analista de Comunicação e Tecnologia do Sistema OCB/RJ. Graduado em Jornalismo pela Universidade Veiga de Almeida (UVA) e pós-graduado em Administração em Marketing e Comunicação Empresarial pela UVA.