Chegou o 1° Anuário do Cooperativismo Fluminense

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no print

O Sistema OCB/RJ lançou na noite da última quarta-feira (7/4) o 1° Anuário do Cooperativismo Fluminense. Clique aqui para baixar. A apresentação ocorreu durante o Fórum Digital “Cooperativismo, o desenvolvimento económico que Rio de Janeiro precisa”, evento realizado em parceria com a Rádio Band News FM/RJ para homenagear os 50 anos da OCB/RJ, celebrado em 10 de março.

Elaborado para dar visibilidade à força e à relevância socioeconômica do cooperativismo fluminense, o documento será disponibilizado para as cooperativas, imprensa, academia e organismos públicos,  permitindo projetar estratégias para o fortalecimento do setor.

A publicação traz o panorama de cada ramo do cooperativismo fluminense, com números relativos a cooperativas, cooperados, faturamento anual, participação por gênero, capital social, ativo total, ativo imobilizado, patrimônio líquido, sobra dos exercícios, arrecadação de impostos e participação no PIB (Produto Interno Bruto) no estado do Rio de Janeiro. A amostra é composta por cooperativas que voluntariamente responderam aos instrumentos de pesquisa aplicados de forma digital.

O documento também destaca as 10 maiores cooperativas do estado do Rio de Janeiro em quesitos como: Antigas, Número de Cooperados, Sobras, Faturamento, Empregadoras, Participação Feminina, Público Jovem, Pagamento Referente à Produção dos Cooperados, Retorno (Faturamento x Produção) e Intercooperação. Além disso, apresenta um resumo do cooperativismo em território nacional, baseado nos números apresentados pelo Anuário do Cooperativismo Brasileiro, edição lançada em 2020 pelo Sistema OCB.

De acordo com o presidente do Sistema OCB/RJ, Vinicius Mesquita, durante décadas o cooperativismo fluminense ficou sem um norte a ser seguido, mas a  realidade, a partir de agora, segundo ele, é outra.

“Os números que reunimos na edição 2021 – Ano Base 2020 – do Anuário do Cooperativismo Fluminense – a primeira em 50 anos da OCB/RJ – demonstram a expressividade, o tamanho, a força e a contribuição do nosso modelo para o estado. Eles reforçam a importância do cooperativismo – e das cooperativas – como agentes de
transformação e de desenvolvimento”, vibra o líder do cooperativismo fluminense.

Para o superintendente do Sescoop/RJ, Abdul Nasser, o Anuário do Cooperativismo Fluminense é um marco na construção por um Rio Mais Coop.

“Estamos desde 2018 trabalhando para que o nosso modelo de negócios seja conhecido e reconhecido pela sociedade como uma atividade sustentável e que gere oportunidade e renda para todos. A inovação é a marca da atual diretoria. Queremos inovar nas atuações e nas parcerias com os poderes executivo e legislativo – visando a leis de incentivo ao cooperativismo –  e com empresas e organizações. Mas para que possamos desenvolver este relacionamento eram necessárias informações concretas e dados que expressassem a nossa força. Agora não falta mais. O Anuário é uma importante ferramenta para novas conquistas em nosso setor”, explica Abdul Nasser.

 

 

 

 

 

 

 

 

Bruno Oliveira

Bruno Oliveira

Analista de Comunicação do Sistema OCB/RJ. Formado em Comunicação Social, com habilitação em Jornalismo. Pós-graduado em Jornalismo Esportivo e Negócios do Esporte, MBA em Marketing e Comunicação Empresarial e em Comunicação e Marketing em Mídias Digitais.

Você também pode gostar de:

Destaques