Encontros Técnicos dos Ramos Agro e Consumo debatem estratégias para os setores

Na última quinta-feira (14/10), o Sistema OCB/RJ promoveu, em formato on-line, os Encontros Técnicos para os Ramos Agro e Consumo. Ao todo, participaram 65 pessoas, dentre dirigentes e colaboradores de 45 cooperativas.
O objetivo foi apresentar as principais ações do Sistema OCB/RJ em prol do desenvolvimento e da sustentabilidade dos setores.

De acordo com o presidente do Sistema OCB/RJ, Vinicius Mesquita, as reuniões segmentadas facilitam os desdobramentos dos trabalhos, sendo possível criar estratégias e soluções para cada um dos Ramos.

“Assim como a Unidade Nacional faz as reuniões setoriais, aqui no Rio de Janeiro também temos essa prática. E mesmo de forma remota,  estamos com bons resultados. Com o crédito já fizemos duas somente em 2021. Falamos também com as cooperativas educacionais. Agora, com os Ramos Agro e Consumo. Em novembro será a vez do Trabalho. Todos os segmentos são importantes”, disse o líder do cooperativismo fluminense.

Ramo Agro

A primeira atividade – conduzida pelo analista de Monitoramento do Sescoop/RJ, Willian Azevedo – foi destinada ao Ramo Agro, com o tema “Novas Oportunidades de negócios e ações com o poder executivo para o segmento agropecuário”. Na ocasião, o assessor de Relações Institucionais e Governamentais, Julio Dalmaso, falou a respeito do trabalho que a OCB/RJ tem feito para colocar os temas relativos ao Ramo em pauta no poder legislativo.

Em seguida, representantes do Sicoob Fluminense apresentaram as oportunidades e as linhas de financiamento ao crédito rural.

Os demais temas tratados foram as plataformas Negócios Coop e SouCoop, e o projeto Balcão Digital de Negócios Coopera Mais Rio, além da viagem que os dirigentes farão para conhecer a Aurora Alimentos (SC), cooperativa que é um dos maiores grupos agroindustriais do país.

Ramo Consumo

No segundo encontro do dia, o debate foi com os cooperativistas fluminenses do Ramo Consumo.

A programação começou com o cooperado da Execoop, Pedro Marins, ressaltando a importância do marketing digital para a potencialização das atividades das cooperativas.

Na sequência, o analista técnico e econômico da OCB, Hugo de Castro Andrade, falou sobre a Campanha “Reforma Tributária Justa é a que define o Ato Cooperativo” criada pela instituição para  mobilizar os parlamentares no Congresso Nacional, para que o senador Roberto Rocha, relator da PEC 110/2019, atenda ao pleito cooperativista e aceite a Emenda 8 no seu relatório.

Em seguida, dirigentes da Coopetban (Cooperativa de Consumo para Aquisição de Produtos Veterinários e Varejistas dos Bancários e Ex-Bancários do Estado do Rio de Janeiro) contaram a trajetória da instituição, que tem sede em São Gonçalo (RJ) e iniciou as tividades em 2014 com 24 cooperados e faturamento de pouco mais de R$ 2 mil ao mês e, hoje, conta com mais de 80 sócios e R$ 13 mil de faturamento/mês.

Na parte final do evento, o analista de Monitoramento do Sescoop/RJ, Jorge Pecly, destacou a importância dos Programas de Gestão (PDGC  e PAGC). Já o analista Silvio Camargo reforçou a necessidade de as cooperativas participarem das reuniões mensais do Balcão Digital de Negócios Coopera Mais Rio.

 

 

Bruno Oliveira

Bruno Oliveira

Analista de Comunicação do Sistema OCB/RJ. Formado em Comunicação Social, com habilitação em Jornalismo. Pós-graduado em Jornalismo Esportivo e Negócios do Esporte, MBA em Marketing e Comunicação Empresarial e em Comunicação e Marketing em Mídias Digitais.