Programa Balcão Digital de Negócios Coopera Mais Rio gera frutos positivos

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no print

Convergir intercooperacao e encadeamento produtivo para se criar uma proposta singular de fomento à cooperação de longo prazo, promovendo negócios entre grandes e pequenas cooperativas fluminenses, parecia, para muitos, um sonho ao mesmo tempo distante e ousado, quando o Sistema OCBR/RJ realizou no dia 12 de maio a primeira Reunião do Balcão Digital de Negócios Coopera Mais Rio.

Afinal, em plena pandemia do Covid-19, que causa crises na saúde e na economia do Brasil e do mundo, as cooperativas do estado do Rio de Janeiro conseguiriam desenvolver negócios entre si, convergindo seus fluxos produtivos e de serviços por meio de conexões, gerando riquezas para suas organizações e seus territórios?

A resposta é sim, e já ficou evidente logo após as duas primeiras reuniões do Programa Balcão Digital de Negócios Coopera Mais Rio. A iniciativa, que ocorre semanalmente, promove oportunidades de negócios por meio da intercooperacao.

OPORTUNIDADES

O primeiro exemplo é entre a Coopvieira, de agricultura familiar, e a LyseonTech, especializada em Desenvolvimento de Sistemas e Consultoria Geral em T.I. A cooperativa de tecnologia elaborou um orçamento para desenvolvimento de site, gestão de e-mail, escritório online e de uma plataforma de vendas pela internet, para que a Coopvieira potencialize seus negócios.

Com a Unifop – de Saúde Mental e Reabilitação -, a Lyseon Tech está em negociação para expandir a solução de telemedicina, a fim de atender aos demais profissionais da cooperativa.

Entre a Coopvieira e a Unifop já existem conversas para que as cestas com produtos de agricultura familiar cheguem à cooperativa do Ramo saúde.

A Coosuff, cooperativa de servidores já está em contato com a Cooptec, formada por profissionais de técnicos de enfermagem, para ter estes profissionais atuando na sede campestre que será inaugurada daqui a alguns meses, no município de Cachoeiras de Macacu.

Já o Sicoob Cecremef fez a abertura de conta para a Telecoop – Cooperativa de Fretamento e Turismo Transporte, e está em fase final de ajustes para ter a Cooptec e a Uniodonto Rio como associadas.

Para o presidente do Sistema OCB/RJ, Vinicius Mesquita, o momento é de união. .

-Quando pensamos neste Programa do Balcão Digital de Negócios, quisemos mostrar para as cooperativas fluminenses que existem dentro do cooperativismo, soluções de produtos e serviços diversos. Nestas primeiras reuniões tivemos conosco cooperativas de crédito, de saúde, de comunicação, de tecnologia, de agricultura familiar, de músicos, de psicólogos, de educação, ou seja, as opcoes sao variadas. Fico muito feliz em saber que novas oportunidades já surgiram. Este é o nosso intuito, contribuir para que o cooperativismo seja um modelo de negócios sustentável. Aquelas cooperativas que ainda nao participaram, essa é a hora de entrar. Seráo bem-vindas -, reforça o presidente.

DEPOIMENTOS

– O balcão de negócios é a ferramenta essencial para o fortalecimento do cooperativismo e promoção da intercooperacao. Precisamos conhecer melhor os serviços de outras cooperativas para que possamos crescer juntos. – Vitor Matos, presidente da Lyseon Tech.

– Acho que está sendo uma ótima oportunidade de conhecer os serviços que temos disponíveis no sistema, e a oportunidade de comprar e divulgar a nossa marca. Muitas vezes preciso comprar um produto ou serviço e agora já sei a quem procurar -, Elaine Ara;ujo, diretora administrativa da CoopVieira;

– A nossa visão do projeto Balcão de Negócio é de que, por meio desta iniciativa, a OCB/RJ não apenas promove um relacionamento socioeconômico entre as cooperativas, em que os negócios pautados no “ganha – ganha”, também propiciarão uma efetiva aplicabilidade do 6º princípio do cooperativismo, que diz: “além dos associados de uma mesma cooperativa unirem-se e cooperarem uns com os outros, essa ajuda mútua também deve se estender para as relações entre as diversas cooperativas -, Astrogildo Gomes, diretor administrativo e financeiro da ECONGES.

– O Balcão de Negócios propiciou um crescimento e uma intercooperação muito grande. Todos os envolvidos estão de parabéns -, Luiz Mauro, presidente da Coosuff Servidores.

PROGRAMA BALCÃO DIGITAL DE NEGÓCIOS COOPERA MAIS RIO

Os encontros, em formato de game, são semanais e realizados por videoconferências sempre às terças-feiras. Durante 1h30 de reunião, as cooperativas fazem uma rápida apresentação de vendas de, no máximo, 1 minuto, explicando sobre seus produtos e serviços e também inserem nos comentários todas as suas necessidades de compras e contratações, as atuais e futuras.

Durante a semana, cada participante tem: de agendar ao menos duas reuniões com outros integrantes do Balcão Digital de Negócios, para, na semana seguinte, reportar a todos os desdobramentos; realizar ao menos uma indicação de um dos participantes para contatos fora do cooperativismo, visando à realização de negócios; e participar de ao menos uma atividade educativa promovida pelo Sescoop/RJ.

PREMIAÇÃO
Todas estas acoes serão convertidas em pontos, a serem contabilizados até 30 de novembro. As cooperativas mais bem colocadas receberão até o dia 23 de dezembro, em uma cerimonia, o troféu 10+Coop.

Bruno Oliveira

Bruno Oliveira

Analista de Comunicação do Sistema OCB/RJ. Formado em Comunicação Social, com habilitação em Jornalismo. Pós-graduado em Jornalismo Esportivo e Negócios do Esporte, MBA em Marketing e Comunicação Empresarial e em Comunicação e Marketing em Mídias Digitais.

Você também pode gostar de:

Destaques