Projeto Coopera Favela é o vencedor do cluster do Cooperativismo no Hacking Rio 2020

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no print

O projeto Coopera Favela, da equipe Cooperativa, foi o vencedor do Cluster do Cooperativismo, na 3ª edição do Hacking Rio – Maior maratona de inovação da América Latina relacionada à educação e cultura digital. Em 2º e 3º lugares ficaram Temtrampo e Coop, desenvolvidos pelos times Bora Viver e Coop-Devs, respectivamente. O anúncio ocorreu na última terça-feira, 13/10, pelo canal do Youtube do evento.

O Hacking Rio contou com patrocínio do Sistema OCB/RJ e ocorreu de 9 a 11 de outubro em formato on-line. Ao todo foram 77 projetos, 566 mentores e 2650 inscritos.

O Coopera Favela consiste em oferecer uma plataforma digital capaz de unir provedores de serviços ou vendas e seus clientes, abrangendo toda a logística envolvida entre as comunidades. Para que isso ocorra, será criada uma moeda virtual para fomentar a geração e circulação de renda nos locais, tudo seguindo os princípios e valores do cooperativismo.

O projeto está em consonância com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável 1 (Erradicação da pobreza), 8 (Trabalho decente e crescimento econômico), 10 (Redução das desigualdades) e 11 (Cidades e comunidades sustentáveis).

Fazem parte do time Ana Cristina Soares (Presidente do Conselho Fiscal do Sicoob Judiciário), Gabriel Lemos (Software Engineer na Inmetrics), Gabriella Silva (Designer e empreendedora com ênfase em inovação social), Marcello Caon ( Coordenador de desenvolvimento na PalmSoft Tecnologia) e Matheus Lira (Software Development Intern na Radix Engenharia e Software).

O Sescoop/RJ será um parceiro desta iniciativa e oferecerá treinamentos e mentorias aos atuais integrantes da equipe e a todos os demais que venham a ingressar no projeto. E a ideia é que vire um negócio, conforme explica o superintendente do Sescoop/RJ, Abdul Nasser.

“Já estamos trabalhando com eles. O primeiro desafio é alinhar as expectativas do grupo. Eles querem avançar, mas primeiro precisam saber qual o propósito. Alinhado o caminho, vamos apoiar com mentoria, estrutura, network na captação de recursos e inicio do projeto. Já estamos em contato com algumas lideranças de comunidades e acreditamos que o projeto tem grande chance de sair do papel!”, explica Abdul

“Além disso, a parceria com a Seguros Unimed, essencial para realizarmos esse evento, nos permitiu direcionar recursos para acelerar o projeto. Não é muito, mas já ajudará nessa fase inicial”, complementa Nasser.

Bruno Oliveira

Bruno Oliveira

Analista de Comunicação do Sistema OCB/RJ. Formado em Comunicação Social, com habilitação em Jornalismo. Pós-graduado em Jornalismo Esportivo e Negócios do Esporte, MBA em Marketing e Comunicação Empresarial e em Comunicação e Marketing em Mídias Digitais.

Você também pode gostar de:

Destaques